Diretora administrativa: Rosane Michels
Sábado, 23 de Fevereiro de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Apreensão de drogas em Mato Grosso ultrapassa 14 toneladas
Data:12/02/2019 - Hora:08h08
Apreensão de drogas em Mato  Grosso ultrapassa 14 toneladas
Divulgação

A maconha é a droga mais comercializada no Estado

e foi a que teve maior apreensão nos últimos três anos
 

Mato Grosso registrou, em 2018, um aumento de 24% na apreensão de drogas. De janeiro a dezembro, as forças de segurança tiraram de circulação 14.454,987 toneladas de entorpecentes. No mesmo período de 2017, foram 11.694,654 toneladas. O total de apreensão, em 2018, é o maior dos últimos três anos.

Nos doze meses de 2016, foram apreendidas 14.069,782 toneladas, seguido de 11.694,654, em 2017. Nos três anos, a maconha superou o percentual de apreensões ultrapassando 22 toneladas. Os dados são da Coordenaria de Estatística e Análise Criminal (Ceac), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

O secretário da Sesp, Alexandre Bustamante dos Santos, atribuiu o aumento das apreensões às ações conjuntas das forças policiais do Estado, Federal e de fronteira.

“Houve um incremento no número de drogas apreendidas e isso é o trabalho da segurança pública, especialmente nos grupos de fronteira e do entrosamento que existe com a Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Grupo Especial de Fronteira (Gefron), Polícia Judiciária Civil (PJC) e Polícia Militar (PM), que consegue com compartilhamento de informações e de tarefas, aumentar bastante o número de drogas apreendidas”, ressaltou.

Apreensão de armas

O levantamento da Ceac também apontou que houve uma redução de 13% no número de armas apreendidas em 2018. Ao todo, foram retiradas de circulação 2.339 armas de fogo. No mesmo período de 2017, foram 2.682 armas. Estes dados são obtidos com base no Sistema de Registro de Ocorrências Policiais (SROP).

Na contabilização de armas apreendidas não constam os simulacros (armas falsas que imitam verdadeiras) e artesanais. “A polícia tem trabalhado para tirar essas armas irregulares de circulação. É um trabalho contínuo das forças de segurança”, argumentou o secretário de segurança Pública.

O revólver foi a arma curta mais apreendida em 2018, com 820 unidades. Seguido de pistola (250) e garrucha (59). Já a espingarda está no topo das apreensões de armas longas, com 519 unidades, depois vem a carabina (107), o rifle (45) e o fuzil (02).

São unidades das forças de segurança do Estado: Polícia Militar (PM), Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran).




fonte: Assessoria Sesp/MT



anuncie aqui anuncie AREEIRA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Vende-se
vende
High Society
Energia positivas ao ilustre aniversariante Gilmar Batista Marostega, que ontem celebrou ao lado dos familiares mais um ano de vida. Que esse novo ano seja de muita luz, saúde, felicidades e realizações. Que a alegria acompanhe você por todos os momentos e que Deus continue guiando todos os seus passos e iluminando cada vez mais os seus pensamentos. No rol dos aniversariantes recebendo dos amigos e familiares os parabéns Adriano Faria a quem enviamos os mais sinceros votos de felicidades. Que  o Criador abençoe você a cada ano, e que essa nova idade lhe traga muitas chances para vencer, pois você merece. Muitos anos de vida, e um feliz aniversário! Amigo é coisa pra se guardar no lado esquerdo do peito, assim diz a música de Milton Nascimento. E assim  nas horinhas de folga se encontram para um bate papo descontraído celebrando a amizade de tantos anos. Hoje o nosso abraço a esse trio maravilhoso José Carlos Carvalho, Adilson Reis e o maestro Osmar.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados