Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI novo
Espinheira Danada
Data:04/05/2018 - Hora:08h37
Espinheira Danada
Reprodução Web

Pra não chorar logo de cara, vamos começar o papo reto desta sexta feira cantando: Com licença, seu Zé Trindade, ou seja, Duduca, que está no céu desde 1986 e Zé Gomes Almeida, o Dalvan, que continua na estrada da vida, a gente pega carona na musica de vocês, Espinheira Danada, mas é a saída, depois de mais uma braba que ficamos sabendo no final de semana. Na composição que parafraseamos, os leões da musica sertaneja cantavam assim: “ Eta, espinheira danada; Que o pobre atravessa pra sobreviver Vive com a carga nas costas; E as dores que sente não pode dizer; Sonha com as belas promessas; Da gente importante que tem ao redor Quando entrar o fulano; Sair o cicrano será bem melhor; Mas entra ano e sai ano; E o tal de fulano ainda é pior,”..., pois é Seu Zé, muito pior, que o digam os pequenos piscicultores, (nome chic de pescadores que produzem peixes) de Mato Grosso, que sofrendo mais que sovado de aleijado,  têm enfrentado dificuldades para levar sua produção ao mercado e vender o produto. Se tava ruim, ficou pior ainda mais, depois da alteração na Lei n° 10.669/2018, aprovada pelo presidente da Assembléia Legislativa de Mato Grosso Eduardo Botelho, em desfavor dos pequenos produtores; e, óbvio, beneficiando as grandes empresas do ramo que atuam em Mato Grosso. E são sempre essas empresas que despontam no mercado, o segundo maior produtor de peixes do país, com 60 mil toneladas e como o Brasil continua sendo um país de desigualdades, a grande maioria desse pescado está na mão dos grandes produtores, exemplo, Grupo Gaspar e Bom Futuro, da família Eraí Maggi. Fomos verificar in-verbis a tal lei do Botelho que botou seu chamegão na pauta e no dos pobres pescadores, e lá está o joanete no sapato apertado do ribeirinho que pesca prá sobreviver às voltas com a espinheira danada. Depois de sancionada esta lei reza, em seu artigo 4º parágrafo único,          que todo pequeno produtor precisa ir até o Indea e solicitar o documento de emissão que autoriza o transporte de peixe morto para os locais de venda. Ocorre que esta lei foi publicada em janeiro deste ano, e em meados de fevereiro, bem na véspera da Semana Santa, quando a procura por parte dos consumidores se intensificou no mercado e os muitos dos pequenos piscicultores ao tentar escoar sua produção, foram barrados no INDEA, sem conseguir a guia de autorização. Concluindo, ou atropelaram a nova lei transportando a mercadoria de forma clandestina. ou perderam os peixes. E lembrar que até setembro do ano passado, o pequeno produtor conseguia emitir sua Guia de Transporte e conduzir sua pequena produção de forma independente, mas com a nova lei, extinguindo o documento de Despescas, e trocando seis por meia dúzia, substituindo-a pela Guia de Transporte, que na prática tem a mesma finalidade, só complicou a vida dos pequenos. Ainda mais, que doravante, o sofrido produtor pequeno arca com custo, pois a cada guia emitida, ele que antes não pagava pela Despesca, agora tem que desembolsar um valor médio de R$ 16,00. Ainda bem que aqui em Cáceres os piscicultores e pescadores souberam colocar uma defensora da classe no legislativo, a guerreira Dona Elza da Z-2, mas em outubro, fica aqui o recado, gente, dá aquela sova de vara nas urnas e no lombo dos políticos escamas, não perca esta chance, deixa eles numa salmoura de espinheira santa prá curar os calombos!




fonte: Da Redação



AREEIRA anuncie aqui JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
canopus
High Society
Festa, alegria e família reunida, assim a gatinha Giovana Camy Carducci comemorou mais uma primavera e nós da família do JCC enviamos fluídos positivos recheados com  votos de felicidades, saúde, paz e muitas realizações. PARABÉNS!!! Parabéns Rafaela Tavares pelo seu dia! Que não faltem surpresas boas e o carinho de quem ama. Que esta data se repita por muitos anos e que por todos eles, você seja muito feliz. Que a saúde e a alegria sejam uma constante nesse novo ano de vida. Feliz Aniversário! Trocou de idade ontem a querida Zezé Soares Nicodemos Bruzzon, que recebeu na oportunidade manifestações de carinho dos familiares e amigos. Desejamos que seu aniversário lhe traga uma felicidade imensa e que você possa realizar todos seus desejos nessa nova etapa de vida.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados