Diretora administrativa: Rosane Michels
Quarta-feira, 18 de Julho de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
QI
Vereador propõe erigir estátua de lendário extrativista da poaia
Data:13/04/2018 - Hora:09h39
Vereador propõe erigir estátua  de lendário extrativista da poaia
Assessoria

Na última sessão ordinária do legislativo de Cáceres, (dia 9), o vereador Cláudio Henrique propôs e foi aprovada por unanimidade, a edificação de uma estátua/monumento em homenagem ao “Poaieiro”, como parte da comemoração alusiva aos 240 anos do município de Cáceres. Os poaieiros eram os indivíduos que se propunham a coletar a poaia. Conhecida na época como “ouro negro”, é a planta brasileira mais experimentada na área médica mundial. Poaia, ipeca ou ipecacuanha, (Psychotria), foi uma planta que existiu em abundância nas matas de Mato Grosso, principalmente no município de Cáceres. 

Constatado oficialmente seu valor medicinal, iniciou-se, então, seu ciclo econômico, de longa duração e grandes benefícios para os cofres do Tesouro do Estado. A princípio, os carregamentos seguiam para a metrópoles via Goiás, depois passou a ser levada por via fluvial, com saída ao estuário do Prata. 

Eram muitos os homens que escreveram suas histórias de coragem e destemor, ingressando no seio das matas para dali tirar o seu sustento. Heróis em busca do pão de cada dia, na floresta assombrada por “pé de garrafa”, onça, macaco coatá, carrapatos, além dos espinhos e do capim navalha que os fazia sangrar. Nos momentos de lazer a melodia do “cururu” soava na mata sob os acordes de uma viola de cocho feita com ximbuva e cordas de tripa de ouriço. 

Para Cláudio Henrique, embora a extração de poaia tenha gerado recursos para a cidade de Cáceres, que teve o maior mercado extrativista dessa planta por mais de cem anos, informações sobre a manutenção da memória cultural, e os aspectos da importância econômica dessa planta são escassas. “Praticamente, todas as famílias de cacerenses têm um ente querido que tenha sido poaieiro, e, infelizmente seus filhos e netos perdem com rapidez essa maravilhosa história de garra e superação”, assinalou. 

Segundo Henrique, “um turista ou um historiador, a primeira coisa que se destaca quando se faz uma visita a algum lugar são os prédios históricos ou os monumentos que de alguma forma representem ou trazem em suas características pistas sobre a história da localidade visitada e de seus habitantes. Esses patrimônios despertam o interesse e instigam a procura por mais informações sobre o lugar, e representam a materialização da cultura de uma localidade.”  

“A história do poaieiro não deve ser esquecida ou arquivada, porque representa a saga de um guerreiro, audaz bandeirante, cuja existência de labor e dedicação muitas vezes lhe custou a própria vida. Desta forma é fundamental destacar sua importância assim como registrar esta história que possui várias linhagens de valorização do município de Cáceres, pois as histórias perpetuam e contemplam conquistas que permeiam atualmente sobre o município”, finaliza o vereador.

N.R: O jornalista editor do Correio Cacerense Daniel Macedo, (Lorde Dannyelvis) que também é musico, cita a poaia em sua musica Estrela Fronteiriça, (youtube) homenageando Cáceres. 




fonte: Assessoria



anuncie aqui AREEIRA JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
High Society
Com eficiência ímpar, as funcionárias da Biblioteca Municipal de Cáceres, Carla Kruger e Divina Aparecida Santos Conchev, estão sempre buscando divulgar com dinâmica e eficiência aos frequentadores da casa de cultura da Rua Padre Casimiro, as atividades lúdicas do estabelecimento, voltado à salutar pratica da leitura e pesquisas.  Registramos marcando mais um golaço no placar da vida Wellyngton Maciel, que recebe os abraços calorosos da companheira Darlene, da mãe Isabel, do filhão Samuel e do rol de amigos.  Que essa data se reproduza por muitos anos, sendo festejada com saúde e felicidades são os nossos votos.  Ilustrando a página hoje, a simpática professora Elaine Glerian, do corpo docente da Escola Estadual Onze de Março, (antiga Ceom) na disciplina de química, articuladora do Projeto Parlamento Jovem no estabelecimento de ensino de Cáceres, que teve este ano um aluno selecionado.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados